segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Sweeney Todd (2007)

"Sweeney's waiting. I want you bleeders."

Johnny Depp e Tim Burton, são uma dupla magnífica que trabalha junta desde 1990 (com "Edward Scissor Hands), cujos filmes resultam, na sua maioria, sempre bem. Temos como exemplos, a "Noiva Cadáver", "Charlie e a Fábrica de Chocolates", "Sleepy Hollow", entre outros. Com Sweeney Todd, a história é a mesma, pois este filme marca outra colaboração entre o actor e o realizador que se manisfestou bastante bem, resultando num grande sucesso nos cinemas. E não se esperava menos desta dupla! Eu falo por mim, quando digo que tenho sempre altas expectativas em relação a filmes do Tim Burton. Fiquei que nem doida quando anunciaram este filme! Constam também na minha lista de preferências. E actores como o Johnny Depp, há muito poucos. São raros os actores que têm tanta diversidade de personagens e que se adaptam tão bem como Depp.

Em Sweeney Todd, Depp interpreta o barbeiro Benjamin Barker, que é casado com Lucy, de quem tem uma filha, Johana. No entanto, o juíz Turpin (Alan Rickman), apaixona-se por Lucy, querendo ficar com ela. Assim, Turpin, manda prender Barker e condena-o ao exílio. 15 anos se passam, e Barker retorna a Londres, no entanto, mudado. Não só enquanto pessoa, mas também o seu nome, apresentando-se como Sweeney Todd. Aí conhece Mrs. Lovett (Helen Boham Carter) e fica instalado no piso superior da sua casa, abrindo novamente a sua barbearia, e juntos planeiam um esquema de vingança a todos que fizeram mal a Todd, e um esquema benéfico a ambos: enquanto Todd mata os seus clientes, L
ovett utiliza a sua carne para fazer as suas empadas. Sweeney Todd não descansa até pôr as suas mãos (ou a faca) em Juíz Turpin.

Sweeney Todd é um filme adaptado de um musical da Brodway, no entanto, Tim Burton confere-lhe, sem qualquer sombra de dúvida, o seu próprio estilo que é tão conhecido, aquela obscuridade, os ambientes góticos, o que torna este filme absolutamente único! Tim Burton conseguiu fazer desta história, um grande filme. A sua realização não deixa nínguem indiferente, e neste filme, apresenta-nos uma visão absolutamente sua, cenários sombrios, que contrastam com o tipo musical que este filme acaba por ter.
De realçar as performance
s dos actores, que fazem um excelente trabalho nas canções de Ed Wood (este filme é o 2º sem Danny Elfman), visto que nenhum tem formação musical. Para nem falar as actuações em si, que estão fantásticas. Fiquei deveras impressionada com o Johnny Depp: que magnífico actor! Neste filme conseguiu cantar, ser sério, ser cómico. É mesmo imensamente versátil. E a Helen Boham Carter também se portou muito bem. Gosto imenso de a ver trabalhar com Johnny Depp.

Na minha opinião, Sweeney To
dd é dos melhores filmes de 2007. É repleto de mistérios, obscuridades, tem a sua dose sangrenta, a sua dose de músicas (muito boas mesmo, tive que comprar a banda sonora), e tem um grande enredo (acaba por ser uma história de vingança, e um defender de principios). Não me vem á cabeça nenhuma falha, talvez o poder cansar os que não são amantes de musicais.. Mesmo assim, é um filme que todas as pessoas devem ver, porque está mesmo muito bom. Todas as pessoas neste filme fizeram o seu trabalho muito bem! Portanto, se são fãs das associações entre Tim Burton/Johnny Depp, este é um filme simplesmente obrigatório de se ver!

EXAME

Realização: 9/10
Actores: 9/10
Argumento/Enredo: 9/10
Banda Sonora: 9/10
Duração/Conteúdo: 8/10
Transmissão da principal ideia do filme para o espectador: 9/10

Média Global: 8.8/10

Crítica feita por Sara Queiroz


Informação

Título em português: Sweeney Todd, O Terrível Barbeiro de Fleet Street
Título original: Sweeney Todd
Ano: 2008
Realização: Tim Burton
Actores: Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman, Timothy Spall, Sacha Baron Cohen

Trailer do filme :

5 comentários:

  1. Olá!

    Só para dizer que conheço a senhora responsável por este post e que a conheci e à respectiva gémea numa feira de artesanato algures pelo Pai do Vento. Desconhecia as suas aptidões para a cinefilia, passei a conhecê-las por acaso. Fica aqui a nota e a sugestão de visita a cineroad.blogspot.com

    Cumprimentos à mãe e à maninha =OP

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente não gostei deste filme...
    Prontos... atmosfera até que porreira mas de resto... *nhák*...

    Ficaria mais interessante o filme, se durante a "matança" houvesse um genero de julgamento da vitima por parte do "barbeiro", acho que tornaria o filme mais intenso e cativante!

    Leva um Suficiente (11/20)

    ResponderEliminar
  3. "Não me vem á cabeça nenhuma falha, talvez o poder cansar os que não são amantes de musicais"
    Transcrevi esta frase para poder contestá-la, uma vez que não sou, nem de perto nem de longe, apreciador de musicais e, no entato, já vi este filme 3 vezes e sugiro-o sempre.
    Banda sonora, actores e realização, na minha onipião, mereciam uma nota a mais.

    No entanto, a crítica está excelente e para mim já é indispensável a visita ao blogue antes de ir ao cinema para ver se já existem críticas do filme que quero ir assistir.
    Para mim é mais um "Antes do cinema".
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. Assisti a este filme à uns tempos na rtp1 e fiquei surpreso ao gostar imenso do filme embora seja um musical.
    Muito bom mesmo, um musical algo diferente.

    ResponderEliminar
  5. De facto é um filme que surpreende imenso, especialmente devido ao facto de não ser muito vulgar. Adoro.

    ResponderEliminar