terça-feira, 28 de agosto de 2012

The Strangers (2008)

The Strangers é um filme americano estreado em 2008, que conta com Liv Tyler e Scott Speedman nos principais papeís, enquanto que Bryan Bertino assume a realização. Claro que já tinha ouvido falar deste filme, mas só muito após a sua estreia é que tive oportunidade de vê-lo. Muito sinceramente, não tinha depositado grande fé em The Strangers, o trailer não me tinha deixado particularmente entusiasmada, para além de não considerar Liv Tyler uma actriz brilhante. E são sempre dois elementos fulcrais para me deixar minimamente interessada num filme. O certo é que acabei por me surpreender, e bem. Adoro surpresas destas. Apesar de dotado de uns inevitáveis clichés, o filme consegue ser brilhante, intrigante e intenso, sendo o perfeito exemplo de um filme que, apesar de produzido com um baixo orçamento, consegue ser bem sucedido.

Antes de mais, parte de uma premissa simples: Kristen (Liv Tyler) e James (Scott Speedman), após um acontecimento menos bom, decidem passar a noite na casa de férias dos pais de James, para "descansar" dessa mesma noite difícil. Só que o descanso não lhes será concedido, quando entretanto três estranhos mascarados surgem no meio da aparente tranquilidade, para aterrorizar o jovem casal. Kristen e James são levados ao verdadeiro limite e terão que fazer de tudo para se salvar das intenções brutais destes enigmáticos mascarados...


Só que esta "simplicidade" no terror e a aparente dispensa de elaboração, que poderá ser característica neste tipo de filmes, é o que acaba por ser a falha mais evidente e infeliz do filme. Isto porque em relação ao argumento, The Strangers é extremamente vazio. Claro que por vezes deve reduzir-se ao essencial, mas neste caso penso que a nível substancial deveria ser mais rico, quer de diálogos e até mesmo conteúdo. Admito que a intenção do realizador tenha sido dar a menor informação possível para que o ambiente de elevada tensão fosse exacerbado, pois é extremamente realista, e deixa qualquer pessoa perturbada em função da possibilidade de acontecer com qualquer um de nós. Decerto que é uma simplicidade assumida. Mas não deixo de considerar que é pobre a nível de argumento, pois podia explicar muito mais até mesmo em relação às personagens, que são extremamente bidimensionais.

Mas uma coisa é certa, há momentos verdadeiramente desesperantes que envolvem o expectador ao máximo, mesmo que o filme não seja de dotado da chamada violência explícita. Somos "brindados" com jogos psicológicos verdadeiramente perturbadores, e é inevitável não sentirmos pelos protagonistas... É talvez aí que a falha da não originalidade e simplicidade da trama consegue ser ultrapassada, através da forma como é apresentada. Bryan Bertino é um bom realizador e não falha na construção de um terror gradual e eficaz, coadjuvando com uma fotografia deliciosa de assustadora que é, que contribuiu ainda mais para aquele sentimento de incómodo. Aliás, só a figura dos mascarados fala por si. E devo dizer que, para estreia na realização, Bryan Bernito merece muitas palmas mesmo. Em relação ao elenco, não tenho rigorosamente nada de mal a apontar em relação às interpretações de Scott Speedman e Liv Tyler, pois cumpriram os seus papéis de modo bastante seguro. Até devo dizer que me surpreendi pela positiva com Tyler, muitíssimo credível mesmo.

Em tom de conclusão, é um filme que recomendo vivamente. Apesar de pecar pela sua simplicidade exagerada, cumpre os requisitos que o qualificam como um óptimo filme de terror, pois cria uma onda de suspense inegável que consegue, e bem, prender a atenção do espectador. Neste caso, simples mas arrebatador.

EXAME

Realização: 8/10
Actores: 7/10
Argumento/Enredo: 6/10
Duração/Conteúdo: 7/10
Efeitos/Fotografia: 8/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 7/10

Média Global: 7.2/10

Crítica feita por Sarah Queiroz


Informação

Título original: The Strangers
Título em português: Os Estranhos
Ano: 2008
Realização: Bryan Bertino
Actores: Liv Tyler, Scott Speedman e Gema Ward

Trailer:

3 comentários:

  1. Para mim não funcionou. Se calhar porque esperava mais. Se vi o trailer não me lembro mas li boas críticas por isso esperava mais.
    O Realizador consegue criar o ambiente certo mas depois perde-o. Não é um filme mau, mas do mesmo estilo há bem melhor. E não posso considerar um bom filme de terror. Simplesmente vê-se e há piores lol
    Mas é um escritor/realizador que vou seguir.

    Ass.
    Kes

    ResponderEliminar
  2. Sou fã da Liv Tyler desde as suas primeiras aparições e dela tenho boas lembranças de filmes que protagonizou nos anos 90. Pode não ser uma actriz de topo porque tem sido particularmente substimada e depois de Lord of the Rings relegada para produções menos mediáticas. Mas se não viu recomendo que veja Stealing Beauty de Bernardo Bertolucci e depois falamos...
    Quanto a este Strangers que já vi há vários anos, achei um bocado exasperante, não é mau mas também não me causou surpresa. Encontrei algumas semelhanças com "Funny Games", esse sim, provocou-me odios, náuseas e medos bem reais... o terror no seu estado mais realista.

    http://cronicasdavida.blogspot.pt/2012/08/liv-tyler.html

    ResponderEliminar