segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

The Descent - Part 2 (2009)


Não é segredo, especialmente para os leitores mais atentos, que sou uma enorme fã do trabalho de Neil Marshall com o primeiro filme, de 2005. É indiscutivelmente dos filmes de terror mais competentes e eficazes da década.
Antes demais, achei surreal que, "A Descida - Parte 2", só tenha estreado esta quinta nos cinemas portugueses. Sim, porque o filme já tem 3 anos.
Permitam-me desde já adiantar que nunca considerei que esta segunda parte fosse propriamente necessária (na altura em que foi anunciado), ou seja, na minha opinião, "The Descent" foi autonomamente impecável, sem necessidade de se recorrer a um segundo filme. Só que decidiram fazê-lo, e desta vez seria Jon Harris a assumir a realização. Escusado será dizer que, infelizmente, os resultados alcançados foram francamente inferiores aos do primeiro filme.

Atordoada, histérica e visivelmente perturbada, Sarah (Shauna McDonald) foi a única que conseguiu sobreviver aos horrores da gruta nas montanhas remotas dos Apalaches, retratado no primeiro filme. Determinado em encontrar mais sobreviventes, o xerife local insiste que Sarah lidere a equipa de salvamento e volte às grutas. À medida que a equipa vai avançado, a fracturada memória de Sarah começa a compor-se, apercebendo-se ela do verdadeiro horror que lá se passou. Mas talvez agora seja tarde demais...

O primeiro e principal erro da sequela é seguir exactamente o mesmo caminho do filme original. Por outras palavras, é ver mais do mesmo: pouca ou nenhuma inovação é nos presenteado durante a película e o factor surpresa é nulo. O que é especialmente irritante, e quem viu o primeiro filme há de perceber esta minha crítica implícita. Ficar a saber exactamente o mesmo do que já sabíamos não é propriamente agradável, num filme que perde muitos pontos por não ser substancialmente mais rico. Isto para não dizer que o argumento deste segundo filme é, de facto, muito forçado. É muito improvável que alguém deixasse uma pessoa, estando no estado que a personagem principal estava, retornar às grutas. Mas preferi ignorar esse detalhe, à espera de poder, à mesma, ser surpreendida. Só que, ao contrário do que sucede no primeiro, este não está propriamente envolto num argumento sólido. Limita-se a dar continuidade, com uma profundidade escassa, como já tive oportunidade de referir. No entanto, nem tudo é mau, porque já que estou a estabelecer comparações, este tem um desenvolvimento bastante mais rápido que o primeiro, e não desilude nas cenas de acção e gore. Se bem que assenta em demasia na fórmula do impacto sonoro, e não consegui deixar de pensar que muitas cenas se assemelhavam ao primeiro. Isto para sublinhar a tal falta de originalidade. Mas não deixa de entreter minimamente, de realçar as criaturas, que neste estão bastante mais assustadoras e viscerais.

Tenho que fazer uma menção especial ao final do filme. Sem querer entrar em detalhe, pois não sou lá grande fã de spoilers, consigo adiantar que este final é do mais anti-climático que há, roçando mesmo o ridículo e irritante. Apesar de me ter dado quase 100% de certeza que haverá uma parte 3 desta saga, o final irritou-me especialmente porque retira bastante do sentido aos filmes. Claro que é susceptível de diversas interpretações, e pode ser que haja pessoas que o considerem fenomenal, mas para mim simplesmente não resultou... Em relação às interpretações, não há nada de mau a apontar, sem que haja algo de bastante positivo a destacar. Não há performances memoráveis, cingindo-se o elenco ao que lhes competia.

Em suma, "The Descent - Part 2", não é um filme mau. Como disse, consegue entreter minimamente, mas o facto de ter perdido aquela substância que elevava o primeiro filme à excelência, reduziu esta segunda parte a só mais um filme de monstros... Não está mau, mas não chega, de longe, ao nível do seu antecessor. E desilude especialmente por esse ponto. É o estar à espera do alcançar de um patamar superior ao efectivamente atingido. Não sendo melhor que o primeiro, é um filme que não deve deixar de ser visto para os fãs da saga. Quem nunca viu o primeiro, recomendo vivamente!


EXAME

Realização: 6/10
Actores: 7/10
Argumento/Enredo: 5/10
Duração/Conteúdo: 6/10
Transmissão da principal ideia do filme para o espectador: 6/10

Média global: 6/10

Crítica feita por Sarah Queiroz

Informação

Título em português: A Descida Parte 2
Título original: The Descent Part 2
Ano: 2009
Realização: Jon Harris
Actores: Anna Skellern, Douglas Hodge, Jessika Williams, Josh Dallas, Krysten Cummings, Michael J. Reynolds, Shauna MacDonald

Trailer do filme:

1 comentário:

  1. Precisamente a classificação que atribuí. Uma boa sequela mas não passa disso. A primeira parte é um dos melhores filmes do género que já visualizei, tem todos os ingredientes nas doses certas. Este não consegue corresponder às expectativas mas não é necessariamente mau. Tal como dizes, é um pouco mais do mesmo. E confesso que o final também me irritou um pouco.

    Cumprimentos,
    Rafael Santos
    Memento mori

    ResponderEliminar