sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Shutter Island (2010)

"Someone is missing."

De Martin Scorsese podemos esperar tudo: tudo menos um mau filme. Este realizador habituou-nos bem a isso, isto porque não há nenhum filme dele que seja de má qualidade. Não é um filme típico do realizador, mas evidentemente que não foi com Shutter Island que Scorsese começou a surpreender-nos pela negativa (duvido que esse dia chegará). A verdade é que Martin Scorsese raramente desilude, e com este filme demonstra mais uma vez a sua genialidade e versatilidade.
Tal como outras colaborações entre Leonardo Dicaprio e Martin Scorsese, este filme é obrigatório de se ver. Receio já estar a ser conclusiva, mas a verdade é mesmo essa. Adianto já: este é dos melhores filmes de 2010.
Shutter Island é acima de tudo um filme inteligente, que nos permite puxar pela cabeça. É dos melhores thrillers psicológicos de sempre, pois tem uma estrutura complexa e é intelectualmente desafiante, sendo capaz de requerer mais visualizações para se perceber inteiramente. Aliás, é um filme que eu recomendo que se veja uma segunda vez. Digamos que a perspectiva será totalmente diferente, perceberão porquê.
Porém, não duvido que seja um filme capaz de dividir o público, na medida em que é um bocado particular e exige muita atenção, podendo por vezes até tornar-se confuso.

Fazer uma crítica deste filme é complicado, pois não quero revelar nada que vos roube a grande experiência cinematográfica que é a visualização deste filme. Vou tentar não revelar grandes pormenores.
Leonardo DiCaprio interpreta Teddy Daniels, um US Marshall que se desloca a um hospital psiquiátrico com o seu parceiro Chuck (Mark Ruffalo), para investigar o misterioso desaparecimento de Rachel Solando (Emily Mortimer), uma paciente de lá. Só que ninguém parece querer colaborar com a investigação, tanto os funcionários como o próprio director da instituição Dr. Cawley (Ben Kingsley), o que os deixa intrigados. Logo aí deparamo-nos com o mistério, intriga e paranóia caracterizadores do filme. Para piorar a situação, os agentes vêm-se totalmente presos na ilha com a chegada de um furacão, instalando-se o caos, vendo-se envoltos num ambiente psicótico e perigoso que os leva a questionar a sua própria sanidade. Seria imoral da minha parte debruçar-me mais sobre o argumento, mas posso garantir que é fantástico.

O interessante, intrigante, genial, e inovador argumento de Shutter Island consegue manter-nos presos de início ao fim, especialmente devido à sua imprevisibilidade e à atmosfera tensa e perturbadora que nos proporciona. Não é um filme de terror, mas posso adiantar que há algumas cenas assustadoras.
O espectador é testado intelectualmente com este filme; A história não é inteiramente concreta, e vemo-nos a tentar juntar as peças do puzzle durante o filme. É um torneio intelectual e um "resolver do mistério" criado por Scorsese da melhor maneira possível. Requer mesmo atenção e pode tornar-se complicado. O realizador foi simplesmente fenomenal na concretização do filme... Claro está que para o excelente resultado final de Shutter Island também contribuíram a fantástica banda sonora e fotografia. Estão verdadeiramente magníficas, criando um ambiente envolvente e cenários obscuros, que vão alimentando o argumento.

Outro elemento importantíssimo, é que o filme conta com um elenco fantástico. Leonardo DiCaprio é simplesmente dos melhores actores da actualidade. Creio que está na altura de ganhar um Óscar. 2010 foi o seu ano, sem dúvida. E neste filme superou tudo. Na altura em que vi o Shutter Island até me questionei se seria possível DiCaprio fazer melhor performance do que esta. Claro está que uns meses depois fui surpreendidíssima com o filme "Inception". Mas essas já são outras conversas. Mark Ruffalo surpreendeu-me muito pela positiva, não estava à espera que desempenhasse tão bem o seu papel.

Shutter Island está muito bem conseguido, Scorsese consegue mais uma vez demonstrar a sua visão de uma maneira brilhante. Recomendadíssimo!


EXAME

Realização:
9/10
Actores: 9/10
Argumento/Enredo: 8/10
Duração/Conteúdo: 8/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 7.5/10

Média Global: 8.3/10

Crítica feita por Sara Queiroz



Informação

Título em português: Shutter Island
Título Original: Shutter Island
Ano: 2010
Realização: Martin Scorsese
Actores: Leonardo DiCaprio, Mark Ruffalo, Ben Kingsley, Emily Mortimer

Trailer do filme:



VER TAMBÉM:

TOP Melhores Realizadores de Sempre

3 comentários:

  1. Olá, Sarah!
    Obrigado pelos cometários no blog e, principalmente, de descobrir que você visita ele com frequência - agora que descobri o seu, vou fazer o mesmo.
    Com relação a Shutter Island, li sua crítica ela é totalmente contrária a minha...rsrsrsr.
    Na verdade o filme não chega a ser ruim - seria se eu tivesse parado de assisti-lo. Shutter Island foi bem nas bilheterias e criticamente recebeu só elogios. Quando eu falei para uma amiga que não tinha gostado, ela me chamou de louco...fazer o quê...resolvi não discordar, vai que ela tem razão...rsrsrrs
    É isso, espero que continuemos trocando ideias, principalmente quando elas forem adversas....rsrsrs

    p.s. - apesar do filme, decidi comprar o livro para ver as diferenças...depois vou postar o parecer.

    Abraços e sucesso!
    Douglas

    http://sangueetripas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Eu amei esse filme. Gostei tanto que vi online e quando acabou corri para uma loja de DVD e comprei! Quando vc assiste pela segunda vez ele nao tem o mesmo impacto, mas é um luxo de filme! Como (quase) sempre a dobradinha Leo x Martin é 10!

    ResponderEliminar
  3. "Shutter Island": 5*

    É um filme obrigatório. Com o seu desenrolar vamos descobrindo tudo e isso é-nos mostrado de uma forma magistral.

    Cumprimentos, Frederico Daniel.

    ResponderEliminar