segunda-feira, 25 de abril de 2011

The Hole (2009)

"What are you so afraid of?"


The Hole 3D estreou na passada quinta-feira nos cinemas portugueses. Para muita surpresa minha, vim a saber que este filme é de 2009. É realmente uma maravilha que tenha chegado a Portugal dois anos mais tarde... Penso que ocorreu este problema em vários outros sítios. O certo é que nunca tinha ouvido falar deste filme e o que me levou a vê-lo foi o pequenote Nathan Gamble (adorei-o em Babel e The Mist) e a curiosidade de saber o quão mau estaria o 3D nesta película. Sendo sincera, praticamente fui obrigada pela minha irmã a ver este filme com ela mais o meu pai. Não me arrependo da escolha, e devo realçar desde já, que foi um filme que me apanhou de surpresa, pois é um thriller que inesperadamente provoca alguns sustos.

The Hole conta-nos a história dos irmãos Dane (Chris Massoglia) e Lucas (Nathan Gamble) que, após se mudarem para uma nova residência e conhecerem a sua nova vizinha Julie (Haley Bennett), descobrem um buraco sem fundo na cave da sua casa. Rapidamente descobrem que aquele não é um buraco normal, mas sim um portal para o Mal, que revela os seus piores medos. À medida que os pesadelos começam a tornar-se reais, os três jovens são forçados a enfrentar os seus piores medos, para pôr um ponto final no mistério daquele buraco negro. A premissa é intrigante e está muito bem pensada, pois explora o medo a vários níveis. Realmente, o que é que nos pode assustar mais para além dos nossos maiores medos? É um filme que consegue fazer-nos questionar quais são os nossos medos mais sombrios. Foi mais do que uma vez que me passou pela cabeça o que eu encontraria naquele buraco se tivesse naquela situação e acreditem, horrorizou-me. É por isso que achei a interpretação de Haley Bennett muito pouco credível, porque ela nunca parece verdadeiramente apavorada nas cenas. Há uma parte do filme em que ela vê uma aparição completamente arrepiante a andar em sua direcção, e ela aparenta estar super normal. Não creio ter sido apenas impressão minha, pois vi isso acontecer mais do que uma vez. Os restantes actores estão competentes, principal destaque vai para Nathan Gamble que interpreta o irmão mais novo Lucas, que oferece-nos uma brilhante e credível interpretação. Que futuro promissor terá pela frente, não tenho dúvida alguma. Na minha opinião, as personagens estão muito bem construídas, o que permite-nos ganhar uma maior apatia por elas.

Claro que o enredo não está isento de falhas, achei que havia muitos buracos no argumento, especialmente nos diálogos. E faltava -lhe sobretudo a capacidade de explicação. Penso que o argumentista quis tanto pensar "fora da caixa" que acabou por esquecer-se da própria caixa, isto é, a explicação mais óbvia no filme (que para mim seria saber qual a natureza daquele buraco) passa completamente ao lado. Pormenor esse que acaba por não ser muito relevante, pois ficamos mais vidrados na questão da sobrevivência das personagens. Senti um grande vibe dos filmes dos ano 80 nesse aspecto. O filme tem um desenvolvimento rápido, e o realizador não falha na criação de um ambiente assustador e atmosfera de suspense onde reina a expectativa. São esses os factores-chave para criar um bom thriller. Os fantasmas são mesmo arrepiantes, e coadjuvados com bons efeitos sonoros, dá para apanhar aqueles mini sustos involuntários. Dei por mim a suster a respiração algumas vezes, especialmente nas cenas protagonizadas por Nathan Gamble. Joe Dante é extremamente competente, demonstra de facto que é um veterano no género.

The Hole, em geral, é um filme bastante razoável que sem dúvida entretém (tem a atmosfera certa, óptima fotografia, uma história aceitável, bons actores) mas tinha as potencialidades para fazer muito melhor. O objectivo do filme nem é aterrorizar... É mesmo sobre ultrapassar o próprio medo. Se não viram o filme, recomendo que o façam. Não criem elevadas expectativas, pois poderá surpreender-vos. É que apesar de ser previsível, está bastante acima da média.

EXAME

Realização: 8/10
Actores: 7.5/10
Argumento/Enredo: 6.5/10
Duração/Conteúdo: 7/10
Transmissão da principal ideia do filme para o espectador: 7/10

Média global: 7.1/10

Crítica feita por Sara Queiroz


Informação


Título em português: Medos
Título original: The Hole
Ano: 2009
Realização: Joe Dante
Actores: Chris Massoglia, Nathan Gamble, Haley Bennett, Teri Polo

Trailer do filme


5 comentários:

  1. Eu esperava muito desse filme e saí decepcionado. Estava esperando algo no estilo das aventuras dos anos 80, talvez algumas referências. Algo parecido com o que 'Zathura' fez (não estou me referindo ao estilo, mas sim ás referências dos anos 80). Achei que foi simplesmente mais do mesmo. O que pra mim, apesar de ser decepcionante, não chega a ser algo totalmente ruim. Certamente tem seus momentos, mas talvez eu fui com uma idéia diferente daquela que o filme apresentava. Preciso ver denovo!

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. O grande interesse que vejo no The Hole é o reavivar de algo que já não se faz hoje em dia, que é o terror para crianças (mais ou menos o que o City of Ember fez com o filme de aventuras infanto-juvenil). Óbvio que não é um grande filme, mas remete para os anos 80 de uma forma exímia e mesmo não sendo o seu melhor, a marca de Joe Dante está aqui, clarametne!

    ResponderEliminar
  3. Kahlil a diferença secalhar reside mesmo aí, tu criaste expectativas em relação ao filme e saíste desiludido, eu não fui com nenhumas e surpreendi-me! ;)

    Tiago, não poderia concordar mais contigo. Obrigada pelo teu comentário!

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente com a tua critica. Tal como tu, tinha baixas expectativas e fiquei agradavelmente surpreendida. Apenas não lhe dei uma pontuação tão alta pois tinha, de facto, muitos buracos no enredo, e não achei as interpretações devidamente realistas.Com a excepção de Nathan Gamble, que foi brilhante. Com aquele talento, com certeza iremos ouvir falar dele novamente.

    http://cinemofilia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. foi ridicula a parte do palhaço , mais é legal o filme

    ResponderEliminar